Este artigo é uma adaptação do trabalho do usuário Asmodeus.

Introdução

Salve pessoal, AFECT aqui mais uma vez.

Enquanto os artigos Técnicos e Psicológicos continuarem sendo bem recebidos por vocês, continuarei a trazê-los semanalmente. No nosso último artigo falamos sobre como vencer o medo de perder, muitas pessoas se identificaram bastante com o tema, então resolvi abordar mais uma temática psicológica que provavelmente muita gente vai se identificar: a raiva e frustração ao perder, e as melhores formas de lidar com isso.

Tenho certeza que muitos aqui já devem ter escutado relatos de pessoas que destruíram seus próprios smartphones ou outros objetos de valor após uma sequência de derrotas no Clash Royale, não é verdade? Algumas pessoas já me contaram até que tiveram crises de choro por causa de derrotas no jogo. E por mais que seja normal os jogos mexerem com nossas emoções, chegar a esses extremos é sinal de que você não está conseguindo lidar muito bem com essas emoções e certamente isso é algo que está prejudicando drasticamente o seu desempenho, afinal, como eu já disse antes: se seu psicológico vai mal, todo o resto vai mal.

Como lidar com a Raiva e Frustração no Clash Royale

Principais causas

Segundo os relatos que mais escuto, umas das principais fontes de irritação e frustração com o jogo é o “Tilt”, do inglês tilting, e no nosso querido português: tiltar, que se refere a um estado mental ou emocional de confusão ou frustração no qual um jogador adota uma estratégia abaixo do ideal, geralmente fazendo com que o ele jogue de forma agressiva demais – este conceito foi importado do Pôker.

A principal causa do tilt são as diferenças entre expectativas do jogador e a realidade. Isso pode acontecer, por exemplo, quando você tem azar mais vezes que esperaria. As pessoas chegam a esse ponto quando reconhecem que uma jogada envolvendo o RNG (aleatoriedade) é importante para assegurar a vitória, e imediatamente se prendem ao resultado positivo. Se a aleatoriedade não sair como esperavam, elas inevitavelmente ficam frustradas ou irritadas.

Ficar no estado de tilt sempre vai fazer com que você jogue mal e mude seu foco para procurar por desculpas ao invés de procurar por soluções e jogadas melhores. Já que sempre se origina da divergência entre suas expectativas e a realidade, você precisa reconhecer quais dessas coisas precisam ser mudadas. Se você esteve se colocando em situações em que suas chances eram boas mas você simplesmente não teve sorte, precisa aprender a aceitar isso o quanto antes. Aceite e abrace as situações em que jogou bem e não teve sorte. Isso acontece com todo mundo e dessa vez foi apenas sua vez de estar no lado perdedor.

Se o que aconteceu não foi o que você esperava, e isso te deixou frustrado, você deveria analisar suas expectativas e moldá-las à realidade. Se você gostaria de jogar contra um deck de Gigante Real, mas sempre acaba jogando contra um deck de Corredor, então você deveria mudar suas expectativas e estar preparado para batalhar contra o deck de Corredor, já que é o que você tem enfrentado com mais frequência.

Fonte: EpicLifeGaming

Defina metas melhores

Uma das melhores medidas que você pode tomar para prevenir o tilting é definir metas melhores para si mesmo. Seu cérebro automaticamente cria essas metas mesmo se você não tiver metas claras. Você está tentando vencer, e antecipa na sua mente que isso vai acontecer, então seu cérebro coloca importância na vitória da partida. Infelizmente, você não pode controlar o resultado de cada partida, pode apenas aumentar suas chances e melhorar sua taxa de vitórias.

Ao invés de ter uma vitória como meta, faça com que sua meta seja mais específica e focada em um processo e não apenas no resultado. Em outras palavras, procure criar metas que dependam de você, e não apenas do RNG. Seguindo esta linha de raciocínio, outro possível objetivo é aprender pelo menos uma coisa de cada partida (tenha sido vitória ou derrota) que jogou.

Caso consiga chegar aos seus objetivos, você vai se sentir satisfeito (a) e sua taxa de vitórias será maior do que se você só tivesse focado em vencer. Se focar no processo ao invés do resultado vai te ajudar a tiltar com uma frequência bem menor.

 

Mude suas expectativas

Sua mente não quer admitir que você errou. Ela vai fazer de tudo para proteger seus ideais anteriores. Felizmente, tem como contornar isso. Você pode mudar suas expectativas antes que isso aconteça.

Um estudo feito com crianças que estavam aprendendo uma língua estrangeira na escola. Os estudantes foram divididos em dois grupos e receberam instruções separadas. Ao Grupo “1” foi dito para visualizarem a si mesmos falando a língua que iriam estudar fluentemente. Disseram para eles imaginarem todas as coisas incríveis que poderiam fazer se conseguissem chegar lá.

Ao Grupo “2” a mesma coisa foi dita, mas eles receberam uma tarefa adicional: pediram para que eles listassem todos os possíveis problemas e contratempos que eles provavelmente encontrariam no processo de aprendizado da nova língua. No final do semestre, após o controle dos demais fatores, os pesquisadores descobriram que o Grupo “2” obteve resultados BEM melhores comparados ao “1”.

No Clash Royale, você deve ajustar suas expectativas para bater com a realidade de forma mais precisa. Espere que chegar até a Liga ou Arena desejadas vá levar muito tempo. Espere que seja difícil e lento. Espere perder partidas sem ser capaz de fazer nada para evitar isso e perceber que de vez em quando você está do outro lado da moeda.

Um ótimo exercício para evitar tiltar é entrar no jogo dizendo para si mesmo: “Já perdi essa partida, e já que essa já é uma derrota, vou jogar o melhor que eu puder”. Repita isso por um total de 3 partidas e note o quão mais relaxada e divertida a partida volta a ser.

Dê um tempo

O tilt é um processo muito mais psicológico do que fisiológico. Se você mudar seu estado físico, seu psicólogo vai agir de acordo. Você pode testar isso de forma bem fácil: simplesmente fique de pé e sorria o máximo que puder por alguns segundos, e logo depois perceba a diferença, mesmo não acontecendo nada, você vai se sentir melhor só por essa simples ação. Seu cérebro associa a maneira como você se sente com aquilo que está fazendo e vice-versa, ou seja, se você está sorrindo, seu cérebro vai compreender que você está se sentindo feliz, mas se você ficar com o rosto fechado e com uma expressão tensa, passará a se sentir triste e irritado.

Quando você fica tão frustrado que não consegue pensar direito numa forma de sair dessa, uma outra opção é dar um tempo. É melhor fazer algo físico. Vá dar uma corrida, caminhar com seu cachorro, tomar um banho ou só faça algo que movimente seu corpo. Quando você está frustrado, seu corpo te diz para lidar com isso e fazer alguma coisa, então ficar sentado na frente do seu celular escrevendo um textão no chat do clã ou no grupo do Whats App não vai resolver…

Depois de tomar um ar ou movimentar seu corpo será muito mais fácil para você escolher a forma correta de lidar com o que aconteceu.

 

Não culpe o deck

Uma resposta comum ao tilt é trocar seu deck. Isso vira um hábito rapidamente e está junto das piores coisas que você pode fazer se estiver tentando subir troféus. Se você escolheu seu deck se baseando em resultados confirmados de outros jogadores, então a culpa não é do deck.

Você precisa jogar muitas partidas com um deck para saber usá-lo. Todo deck tem pequenos detalhes e escolhas que você precisa aprender para cada matchup (confronto específico com cada deck) se espera conseguir bons resultados, não importa quão bom o deck seja. Trocar o deck é como dar um tiro na própria perna. Você escolheu algo que outra pessoa teve sucesso através de uma quantidade muito maior de partidas, e só por causa de algumas derrotas você estará jogando isso fora.

Escolha seu deck sabiamente e então decida que vai ficar com ele por um determinado número de partidas. Em outras palavras, escolha seu deck baseado nas estatísticas, não nas emoções.

Nota: haverá situações em que realmente o problema será o deck que você está utilizando, mas a ideia desse tópico é alertar aquelas pessoas que trocam de deck a cada derrota o quanto isso é prejudicial, quando você está tentando subir troféus e troca de deck constantemente, você tende a perder mais, pois acabará jogando com decks com o qual não tem muita vivência de jogo.

 

Crie um ambiente melhor

Seus arredores, tanto físicos quanto social, influenciam no seu humor. Cuide do seu espaço antes de começar a jogar. Se houver questões não resolvidas te enchendo a cabeça, você não vai ser capaz de se focar totalmente na partida. Distrações são seu pior inimigo em uma partida que depende somente da qualidade das suas escolhas.

Pode ser o fato de que sua mesa está bagunçada, ou uma tarefa importante que você deveria estar fazendo. Seja lá o que for, se você lidar com isso antes de jogar, vai se sentir muito melhor e estará menos propenso à frustração ou irritação. Tentar subir troféus pode ser uma tarefa frustrante por si só, então tente manter seu espaço mais relaxante ao invés dele contribuir para te irritar.

 

Assuma a responsabilidade

Até agora falamos sobre mudar suas expectativas se elas não baterem com a realidade; agora é a hora de mudar a realidade. As coisas que você pode mudar em toda partida são suas decisões e ações. Mesmo se você tiver muito azar e o inimigo roubar uma vitória certa de você, ainda assim você deve refletir e ver se tinha algo que você poderia ter feito para melhorar suas chances.

A forma mais fácil de encontrar e consertar seus erros é rever suas partidas. Isso acontece porque a maioria dos erros que mudam o destino do jogo podem ocorrer muito tempo antes de você de fato perder a partida. Temos o costume de procurar pelos eventos mais recentes para encontrar o motivo pelo qual aquilo aconteceu, mas quanto antes um erro for cometido, maior impacto ele pode ter no resultado final.

Assuma a responsabilidade pela qualidade das suas jogadas e não pelo resultado de cada partida. Seu trabalho é aumentar suas chances e tomar decisões melhores com cada tentativa. O resultado do RNG deve ser deixado de lado, enquanto você foca nas coisas que você pode mudar.

Conclusão

Espero que este artigo te ajude de alguma forma a lidar com a raiva e frustração no Clash Royale, e também na sua vida pessoal. Esses princípios são universais e você pode aplicá-los onde precisar na sua vida. Se quiser compartilhar suas opiniões ou dúvidas, sinta-se livre para utilizar a sessão de comentários, e boa sorte nas suas partidas!

#JogoLimpo

Comentários via Facebook