Salve, pessoal! AFECT aqui trazendo mais um artigo psicológico pra vocês, e hoje abordando uma temática muito interessante e que tenho certeza que muitos vão se identificar, confere aí!

Saia do modo automático enquanto joga...

Sabe quando você está fazendo alguma coisa, mas está com seu pensamento em outra? Isso é chamado de “estar no automático”. Nós fazemos isso em vários momentos da nossa vida, é algo bastante normal e até mesmo útil, na maior parte do tempo. Se estamos realizando alguma atividade que não necessita da nossa total atenção, naturalmente ocuparemos nossa mente com outras coisas.

Um exemplo disso é: andar. Nós não temos essa lembrança em nossa memória, mas ainda quando éramos bebês e estávamos tentando dar nossos primeiros passos, essa era uma atividade muito complexa para nós, algo que exigia todo o nosso foco e concentração para ser executado. Mas hoje, após anos e anos fazendo esse mesma atividade, se tornou simples demais, então a atenção que dedicamos para essa atividade em si, é praticamente nula, então, enquanto andamos, normalmente estamos pensando nas nossas atividades do dia, nos planos para o fim de semana, ou qualquer outra coisa, ou até mesmo conversando com um amigo no trajeto. Eu particularmente não conheço ninguém que ande pensando em “andar”: “vamos lá, você consegue, pé direito primeiro, depois o esquerdo, direito, esquerdo…”.

É totalmente diferente, por exemplo, de estar escrevendo um texto, que é o que estou fazendo agora, o ato de digitar se tornou algo relativamente automatizado pra mim, pois é algo que faço com frequência, mas o conteúdo do texto em si, é algo que exige minha total atenção, estou a todo momento pensando no que vou dizer, como dizer, quais palavras usar, dentre outras coisas.

Quanto mais experiente você é num processo, mais partes dele você tende a automatizar, ou seja: fazê-los sem que precise pensar muito neles, ou concentrar-se neles. Por exemplo, amarrar seus cadarços possivelmente já foi algo que era um pouco complicado no começo e que certamente exigia 100% da sua atenção, com o passar do tempo, isso exigia cada vez menos de você, e hoje podemos dizer que talvez amarrar seu tênis só precise de 1% da sua atenção, o que te permite usar os outros 99% como bem entender, enquanto estiver amarrando seu tênis.

Talvez alguns já estejam impacientes pra saber de que forma tudo isso se relaciona ao Clash Royale, mas eu só peço um pouco mais de paciência antes de chegarmos de fato nessa parte, antes disso, eu quero chamar sua atenção para os problemas que “automatizar” as coisas pode trazer.

A parte boa todos já sabem, é ótimo poder caminhar/correr pra escola ou trabalho, ao mesmo tempo em que faz mentalmente a lista do que vai precisar pro happy hour de sexta. Mas quando você automatiza algumas coisas, você aumenta drasticamente a chance de erros. É quando estamos no automático que fazemos coisas como jogar a banana no lixo e morder a casca.

Após praticamente 2 anos de Clash Royale é bem provável que você já esteja jogando no automático e nunca sequer tenha parado pra se dar conta disso. E por mais que o modo automático possa ser muito útil para determinadas atividades, ele pode ser extremamente prejudicial em outras.

É nítida a diferença na qualidade das jogadas de alguém que está jogando há 10 minutos e alguém que está jogando há 2 horas. Estar tempo demais fazendo uma mesma coisa é algo que te leva ao modo automático mesmo que você não queira. Então, se você quer ou precisa jogar por muitas horas consecutivas, procure dar uma pausa sempre que sentir que sua atenção se dispersou e se ocupar com outras coisas durante essa pausa. Se alguma tarefa pendente está roubando sua atenção, tente concluí-la e depois retornar ao jogo. Percebam que o nosso foco aqui é o Clash Royale, mas assim como várias outras dicas que já passei, são coisas que servem para diferentes áreas da sua vida e não se resumem apenas ao jogo.

E se você ainda não está convencido dos prejuízos que o modo automático pode trazer, imagine o seguinte cenário: uma batalha de alto nível, onde os jogadores têm níveis de carta muito semelhantes e jogam praticamente com o mesmo deck, enquanto um deles conseguiu dar 95% da sua atenção para o jogo, o outro jogador só conseguiu 65%. Quem você imagina que vai vencer essa batalha?

Se você tem a chance de ter vantagem sobre seu adversário (de forma limpa e justa) abrace essa oportunidade, no fim, cada vitória conta, sempre que for possível e principalmente necessário, procure dar todo o seu foco para a atividade que está desempenhando, não importa o quão bom você seja em algo, se estiver dando pouca atenção para aquela atividade, você constantemente acabará tomando decisões muito previsíveis e abaixo do que poderia, o que permitirá que o seu adversário facilmente faça uma leitura de você e esteja sempre 1 passo na sua frente. Lembre-se que a sua mente é uma arma muito poderosa, então use-a sempre ao seu favor.

O Clash Royale é um jogo que exige tomadas de decisões constantes e respostas rápidas o tempo inteiro, dar o seu automático para um jogo assim é pedir pra ser derrotado.  Sempre que imediatamente após fazer uma jogada você se pega pensando no quão estúpida ela foi e se questionando o porque de tê-la feito, é um forte indício de que talvez você estivesse jogando no automático e sua mente está te pedindo uma pausa.

Acho que qualquer coisa que eu falar daqui pra frente começará a entrar no seu automático 😜, e nós definitivamente não queremos isso. A ideia principal já foi passada, e desejo de coração que essas dicas possam de alguma forma acrescentar à sua gameplay e skill, boa sorte nas ranqueadas!

#JogoLimpo

Comentários via Facebook

Clash Royale Dicas no Google Play