Salve, pessoal, AFECT aqui, com mais um artigo técnico pra vocês. E não, você não leu o título errado, embora as duas frases sejam semelhantes, elas representam posturas bem diferentes de jogo, e é sobre isso que falaremos hoje!

Jogar para não perder X Jogar para vencer

Jogar para vencer

Essa parte é mais óbvia, então não vamos perder muito tempo aqui. Basicamente, jogar para vencer diz respeito aos nossos instintos mais naturais, quando entramos numa competição que possua alguma recompensa envolvida, sempre tentaremos vencê-la, ou seja, é algo bastante instintivo.

O “jogar pra vencer” costuma estar ligado a uma postura mais ativa no jogo, na qual você se comporta como agressor, ou seja, você toma a iniciativa das jogadas e obriga seu adversário a respondê-las. Um exemplo bem simples de deck que joga pra vencer é o de Corredor, principalmente as versões mais rápidas, quem joga com esses arquétipos, normalmente, utiliza um deck baseado em colocar o Corredor em campo sempre que possível, dessa forma pressionando o adversário e obrigando-o a responder suas jogadas, e punindo-o sempre que ele não possui as respostas certas para lidar com a ameaça que você criou, uma vez que esse tipo de deck consegue fazer com que o adversário tenha overcicle e, consequentemente, não possua as cartas que gostaria nos momentos que necessita delas.

Jogar para não perder

Na via oposta, ou mesmo na visão do oponente do jogador que está usando o deck de Corredor, temos o “jogar para não perder”, que, basicamente, é uma postura antagônica ao modo de jogo acima, nela, você assume uma postura mais defensiva, em que, normalmente, aguarda pelas investidas do oponente, buscando respondê-las da melhor forma possível.

“Mas qual a lógica de “jogar para não perder” se o meu objetivo é vencer?”

A postura de jogo voltada para “não perder”, não significa que você não queira vencer, esse tipo de postura é a que normalmente se adota quando estamos numa partida que identificamos que o adversário tem um deck superior ao nosso, por exemplo, e, dessa forma, acabamos optando por jogar pelo empate, fazendo um estilo de jogo mais defensivo e controlado.

Mas a postura de “jogar para não perder” também serve para casos em que se você consegue sobreviver a pressão inicial que seu oponente exerce, e acaba conseguindo esgotar os recursos dele. Isso acontece porque existem vários tipos de deck que ao longo da partida vão “perdendo o gás”, são os decks que fazem muita pressão no começo da partida (early game), mas que acabam tendo dificuldades para lidar com cartas mais pesadas no dobro de elixir, então, se você é o jogador que está utilizando o deck mais pesado, e que precisa de mais elixir para conseguir dar vida aos seus combos, é bem provável que essa postura de jogo seja a mais indicada pra você no início da partida.

Um exemplo clássico de decks que pedem esse tipo de postura inicial são os decks beatdown, como os de Golem, que, no início da partida, sempre jogam de uma forma mais defensiva, de uma forma reativa, buscando proteger seu Coletor de Elixir e suas torres, o deck beatdown normalmente só quer sobreviver aos primeiros 2 minutos de jogo, para somente no dobro de elixir mostrar a que veio.

Jogar para não perder X Jogar para vencer

O modo de jogo que você vai adotar vai depender de diversos fatores, como: o deck que você está utilizando, a combinação de cartas em sua mão inicial, o deck que você está enfrentando, a situação atual da partida… E, quando se trata de postura de jogo, não existe melhor ou pior, a situação em que você se encontra é que vai definir qual a postura mais correta a se adotar.

O conhecimento que quero transmitir hoje é a capacidade de interpretar quem você é na partida, entender se você é o defensor ou o agressor vai te auxiliar muito a ter um desempenho melhor durante suas partidas. Entendendo o seu papel, a sua postura e as suas jogadas acabam ficando mais intuitivas.

É interessante observar que os papéis se invertem ao longo da partida, o deck mais agressivo, que naturalmente joga para vencer, quando leva uma torre tende a perder um pouco da potência (pelo fato de ter duas torres defendendo agora), então ele tende a assumir uma postura um pouco mais defensiva, de quem joga para não perder, buscando apenas manter a vantagem que conseguiu. Enquanto os decks beatdown de Golem, por exemplo, que jogaram a partida inteira tentando não perder, começarão a partir para o ataque no dobro de elixir, jogando para vencer, tentando neutralizar o oponente com grandes combos difíceis de serem parados.

Percebam que muito do que estou falando não é uma regra absoluta que vai sempre ser aplicável, essas simplificações e generalizações que fiz ao longo do texto são apenas uma tentativa de ilustrar os conceitos que estou trazendo de uma forma mais didática, é claro que o Clash Royale é bem mais complexo que isso e possui muitos decks que não se encaixam perfeitamente nesses tipos que estabeleci para ilustrar os extremos, muitos deles serão mais equilibrados, podendo escolher ser agressivo ou defensivo com base em outros fatores.

Jogar para vencer

Aplicando o conhecimento

Com isso, evite erros como tentar ficar fazendo ataques de combo rápido se você deveria estar se portando como um defensor, ou o contrário, jogar sempre na defensiva quando você é o deck agressor, e que, por essa razão, deveria estar ditando o ritmo de jogo, mas não me entendam mal, realmente terão partidas e momentos que a melhor decisão será utilizar seu deck de maneiras diversas, eu me refiro ao erro de adotar uma postura errada por desconhecimento do funcionamento do deck.

Quando você utiliza seu deck de uma forma diferente da que ele foi idealizado (ex: utilizar um deck controle com a intenção de fazer combos rápidos, ao invés de aproveitar o contra-ataque), você está limitando o potencial dele, e, provavelmente, será punido por isso ao longo da partida. Temos que usar as ferramentas certas para os trabalhos certos, dessa forma faremos menos esforço e obteremos mais resultados. Procure utilizar decks que combinem com o seu estilo de jogo, e adotar estratégias compatíveis com as suas escolhas.

Espero ter conseguido me fazer entendido e que esses conhecimentos consigam de alguma forma aprimorar um pouquinho sua gameplay. Se você tiver qualquer dúvida ou sugestão de tema, deixe aí nos comentários = )


Se você acompanha e curte o trabalho de artigos que tenho feito aqui no site, eu gostaria de te convidar a conhecer meu serviço como coaching, se você tem interesse em receber uma atenção particular, voltada para o seu aprimoramento como jogador, recebendo suporte e dicas variadas em tempo real sobre como jogar e raciocinar de maneira mais eficiente, maximizando seu tempo e recursos dentro do jogo, entre em contato comigo através do e-mail [email protected] e agende seu horário.

#JogoLimpo

Jogar para não perder X Jogar para vencer
4.8 (95.45%) 44 votes

Comentários via Facebook

Clash Royale Dicas no Google Play